right! seems very good idea. Completely with..

Category: DEFAULT

Meu Fado Calado - Paulo De Carvalho - Do Amor 03.05.2020 03.05.2020 Kaziran


7 Responses to Meu Fado Calado - Paulo De Carvalho - Do Amor

  1. Juk says:
    Trago um fado no meu canto Canto a noite até ser dia Do meu povo trago pranto No meu canto a Mouraria Tenho saudades de mim Do meu amor mais amado Eu canto um país sem fim O mar, a terra, o meu fado O meu fado, o meu fado, o meu fado, o meu fado De mim só me falto eu Senhora da minha vida Do sonho digo que é meu E dou por mim já nascida.
  2. Kagajas says:
    Carvalho can be described as a new fadisto, singing a contemporary fado, as opposed to the fado of Amalia Rodrigues, whose songs were rooted in an older tradition. Carvalho's style fuses contemporary Portuguese pop with some traditional elements of fado.
  3. Vocage says:
    Explore releases from Paulo De Carvalho at Discogs. Shop for Vinyl, CDs and more from Paulo De Carvalho at the Discogs Marketplace. Paolo de Carvalho, Paulo, Paulo Carvalho, Paulo de C., Paulo de Carvalho, Som Boom [a] Artist. Edit Artist ; Share. Marketplace 1, For Sale. Vinyl and CD Paulo De Carvalho: Do Amor (Album) 2 versions.
  4. Dogore says:
    May 20,  · ___ Meu Fado Meu ___ Composição: Paulo de Carvalho Trago um fado no meu canto Canto a noite até ser dia Do meu povo trago pranto No meu canto a Mouraria Tenho saudades de mim Do meu amor, mais.
  5. Tetaxe says:
    Filho de Aureliano Bragança da Costa e da sua mulher Adriana de Carvalho, Paulo de Carvalho começou como baterista. Em , foi um dos fundadores dos Sheiks. O sucesso da carreira da banda, a que chamaram «os Beatles portugueses», pôs-lhe fim às veleidades futebolísticas nos juniores do .
  6. Sazil says:
    Jul 05,  · Paulo de Carvalho com o fado clássico "Fadinho do bacalhau" ao vivo na Casa do Alentejo CC em Toronto durante a Semana Cultural Alentejana. metalcore.mezishakarhuginisdaikasa.infoinfo
  7. Tazshura says:
    Meu Fado Meu (Paulo de Carvalho) A saudade andou comigo E através do som da minha voz No seu fado mais antigo Fez mil versos a falar de nós Troçou de mim à vontade Sem ouvir sequer os meus lamentos E por capricho ou maldade Correu comigo a cidade Até há poucos momentos. Já me deixou Foi-se logo embora A saudade a quem chamei maldita.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Copyright © 2019, metalcore.mezishakarhuginisdaikasa.info. Proudly powered by WordPress. Wortex design by Iceable Themes.